Minha primeira punheta

A primeira vez, sempre é diferente, eu tinha uns 14 para 15, eu estava visitando um amigo em sua casa. Ele era um ano mais velho que eu talvez com seus 16 anos. Depois de lanchar, conversamos sobre conversa de futebol, jogo on line, coisas de adolescentes e claro não poderia deixar de falar de garotas gostosas, essa nossa conversa me deixou excitado, mais até então não nunca tinha estimulado minha menina e Estávamos sentados no sofá, quando ele puxou o topo de suas calças para baixo apenas o suficiente para mostrar a cabeça de sua menina ereta e me perguntou se a minha nunca foi difícil sair a cabecinha para fora.

Eu disse que sim, então saímos para sua garagem para sua empregada que ficava na casa não visse o que estávamos fazendo e ele desceu as calças e tirou sua menina ereta para fora para me ver. Era muito maior que a minha. Foi a primeira vez que vi uma por muito tempo. Então ele começou a acariciá-la. e ficou bem dura e podia notar.

Então, ele desceu também a minha calça e enfiou os dedos minha cueca e pegou minha fora na cara da minha menina eu quase recusando por achar ser coisa de viado e preconceito, mais deixei correr a vontade dela para saber onde iriamos parar. Eu não sabia o que estava fazendo, mas ele começou a me acariciar. Ele começou lentamente, em seguida, fui mais rápido até que eu me vi sair, pela primeira vez. A minha gala sai da boca da minha menina como um jato de leite que foi gostoso na hora, mais pensei que ia desmaiar meu coração acelerou muito e melei todo a mão dele

Então, ele foi olhar para ver onde estava a empregada e aquele cheiro de porra e gala invadiu a garagem. E aquele ar de proibido me fez ficar muito excitado de novo. Isso me fez endurecer minha menina novamente e ele levantou-me fora até que eu vim de novo. Agora eu sabia como fazer minha menina ficar dura.


Outro dia tive a oportunidade e, encontrei outros dois amigos que gostava de bater punheta porque fiquei sabendo depois da conversa e assistindo pornô CD's com um amigo meu.e a gente batemos loucamente que contarei no próximo conto.


Curta a Página Periferia Boys 

Postar um comentário

0 Comentários
* Por favor, não spam aqui. Todos os comentários são revisados ​​pelo administrador.